Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

por Tiago Seixas, em 04.03.21

Das personagens que coabitam no mesmo prédio e se moldam à volubilidade da vida, imiscuindo-se nos dramas alheios, surge o jovem Guilherme, cuja veleidade é ser um escritor de sucesso que almeja obsessivamente um amor idílico até sevandijar-se. Do outro lado da cidade, cicia a solidão, Dona Leonilde, uma velhinha cujo rapto do neto, a fez sucumbir à alienação mental. É através do diário, de Maria Rita, sua filha, molestada por um cancro e vítima de violência doméstica, que os dois constroem uma relação egrégia de afetos e compaixão. Guilherme para mitigar o sofrimento da idosa assume o papel do neto desaparecido e rende-se à sua ternura.  Numa narrativa inspiradora, o autor reflete sobre diversos sentimentos como a perda, a paixão, o ódio, o perdão, mormente, a complexidade humana e reitera que só o amor transforma o mundo. É como se dos seus dedos brotassem rosas, que ele oferece ao leitor para que as desfolhe e juntos viagem nas asas de um sonho.

Tiago Seixas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08


OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

por Tiago Seixas, em 03.03.21

Nenhuma descrição de foto disponível.

VIDA

Nunca deixes ninguém te pisar
porque pisam-te um pé
depois querem o outro
e depois a mão
e depois a outra
e quando dás conta, já te tentaram manipular

Não deixes ninguém te desacreditar
nem os teus sonhos apagar
Jamais te deixes anular

Há pessoas que existem para acrescentar
e outras para te dececionar
mas para o teu caminho percorrer
podes sempre escolher

Eu já vi de tudo neste mundo
histórias inanarráveis
que superam qualquer livro
mas mesmo os vilões
nem por um segundo
abalaram as minhas emoções

Tu cresces com a dor
fortaleces com amor
desvias-te das intempéries
e fazes-te senhor

Tens asas para voar
e deves sempre acreditar
que mais cedo ou mais tarde
por muito que hoje a ferida arde
irás encontrar
a tua missão, neste louca mas ímpar
caminhada,
de tristeza e risada,
chamada VIDA

Tiago Seixas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:52


...

por Tiago Seixas, em 03.03.21

TIAGO SEIXAS

 Rogério era um menino de berço, com uma sensibilidade diferente que escutou o padrasto planear com a amante o assassínio de sua mãe Beatriz, de modo a herdar toda a sua fortuna. Depois de um estranho e fatídico acidente de helicóptero sobre o Douro,, o corpo dos três tripulantes desapareceram no rio, sendo dados como mortos. só que das profundezas das águas e passados vinte anos sobreviveu e renasceu Regina, uma belissima e misteriosa mulher, obcecada em vingar aquele crime hediondo e a morte de sua mãe. Num jogo perigoso de dissimulação, a transexual escamoteando a sua verdadeira identidade, pôs em prática um esquema para destruir os Morais Albuquerque, num ajuste de contas vertiginoso e impiedoso, Todavia, Regina estava longe de saber os segredos que se escondiam por detrás do homicídio e todos os factos relativos à sua verdadeira identidade,

     Tendo a cidade do Porto como cenário, esta é uma narrativa fascinante, intrigante que aborda temáticas actuais como a transexualidade e o síndrome do pânico, levando o leitor a deambular na mente de uma mulher que oscila entre a náusea, o amor e o ódio com a obsessão fixa de vingança.

   Regina é envolvente, sarcástica, sedutora e irónica, solidária, desconcertante, uma sobrevivente do desdém, das mentiras e das circunstâncias da vida. Para muitos ela era a personificação do Inferno...Mas para Regina não há Inferno...Para Regina o Inferno são os outros...Para Regina o Inferno foram os outros ...Por isso, ela tornou-se na verdadeira TRANSGRESSORA.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33


...

por Tiago Seixas, em 02.03.21

OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

Nenhuma descrição de foto disponível.

A mala (Qual a tua?)

Passamos a vida inteira
a tentar, quase lá chegar, à beira
Vem um e traz a sua mala
outro traz a palavra como bala
Então paras, escutas, olhas para o lado
muitas vezes, a ingratidão, ouves o queixume
e sorris, dás força ao outro, cansado
Ele esvaziou a sua mala de problemas em ti
e depois vai e vem mais um
com uma mala mais pesada
e tu ouves, e carregas a mala, com o peso
recuas mais uma passada
Ele vai embora, e chega outro
e outro e outro e outro, e vírgulas, reticências
de outros, que te falam dos seus atritos
e muitas vezes esquecem que és humano
e que ao deixarem as suas malas, fazem dano
E quando vês já não tens palavra
nem boca, nem coração
já não és emoção, apenas escutas com sofreguidão
E uma fortaleza de malas, que não tuas
cercam-te, já não vês as ruas
nem as setas
nem as metas
Então levantas as mãos para o céu
este momento, agora é teu
E ficas a tartamudear e eu, eu ?
Quem me ouve, quem me abraça?
Quem carrega a minha mala?
Fica o silêncio que não cala
Só te restas a ti, e de tanto carregares a mala dos outros
a tua ficou para trás, caiu, perdeu-se
então antes de estender a mão seja a quem for
por muito que te seja dor
abraça-te em primeiro lugar
Hoje e sempre, vou-me amar!
Eu Tiago, hoje e sempre vou-me amar!

Tiago Seixas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:22


...

por Tiago Seixas, em 02.03.21

OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

Nenhuma descrição de foto disponível.

VOAR

Quantas vezes o meu coração chorou?!
Quem sabe o tamanho da minha tristeza?!
Aqueles que conhecem a minha grandeza,
e que me relembram sempre quem eu sou...

Aqueles que de alma nobre,
muitas vezes me atiram ao ar
e me ensinam a voar,

Eles sabem que eu não sou de desistir
e que há muita vontade
em cada sorrir

Às vezes é impossível
sair incólume há maldade dos outros
mas eles não sabem que eu tenho poderes de mágico
e que da dor, eu ergo-me sempre maior

Eu voo entre o sonho e a ilusão
e estou onde está a minha emoção
tantas vezes, longe do chão

Eu saboreio as coisas simples da vida
aprecio o detalhe e valorizo a amizade
Voo sozinho, mas sempre com o coração
onde mora a saudade, a alegria, a esperança
e serei sempre eterna criança...

É bom estar em tantos corações
conhecer tantas estações
e não ter medo, de voar nas asas da vida!

Tiago Seixas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:42


OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

por Tiago Seixas, em 02.01.19

Texto alt automático indisponível.

ANJO E FERA

Todos trazemos tudo dentro de nós
a assertividade, o erro, 
a dúvida,o medo
e vivemos, 
em qual enredo?!

deambulamos entre o anjo e a fera
buscamos sonhos e quimera

Passamos a vida a tentar
muitas vezes a justificar
e outras mais, a lamentar!

Procuramos nas coisas beleza,
que o outro nos traga a felicidade
"jogamos as cartas na mesa"
e tanto de nós, sobra saudade

Saber viver com os outros
implica saber estar só
amar-se em primeiro lugar
para depois o amor emanar

Quem nos gostar
seja na sombra, seja na luz
quem nos gostar
connosco irá caminhar...

quem nos outros não for emoção
quem não for livre de coração
esquece-se que a beleza, é efémera
e um a um todos vão,
se não houver amor entre nós,
que nos resta?!
Dor maior, solidão!

 

Tiago Seixas 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20


OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

por Tiago Seixas, em 16.05.17

OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

agora3.jpg

CHIADO EDITORA

BERTRAND

WOOK

FACEBOOK

BRASIL - LIVRARIA CULTURA

BRASIL - MARTINS FONTES PAULISTA

 

Das personagens que coabitam no mesmo prédio e se moldam à volubilidade da vida, imiscuindo-se nos dramas alheios, surge o jovem Guilherme, cuja veleidade é ser um escritor de sucesso que almeja obsessivamente um amor idílico até sevandijar-se. Do outro lado da cidade, cicia a solidão, Dona Leonilde, uma velhinha cujo rapto do neto, a fez sucumbir à alienação mental. É através do diário, de Maria Rita, sua filha, molestada por um cancro e vítima de violência doméstica, que os dois constroem uma relação egrégia de afetos e compaixão. Guilherme para mitigar o sofrimento da idosa assume o papel do neto desaparecido e rende-se à sua ternura. Numa narrativa inspiradora, o autor reflete sobre diversos sentimentos como a perda, a paixão, o ódio, o perdão, mormente, a complexidade humana e reitera que só o amor transforma o mundo. É como se dos seus dedos brotassem rosas, que ele oferece ao leitor para que as desfolhe e e para que viaje nas asas de um sonho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43


OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

por Tiago Seixas, em 05.05.17

Pensa bem,
disseste obrigado a todos as pessoas a quem devias ter dito?
disseste amo-te a todas as pessoas a quem devias ter dito?
pediste perdão a todas as pessoas a quem devias ter pedido?
abriste a mão a todas as pessoas que precisavam da tua?

Nunca é tarde,..., para dizer, obrigado, amo-te, perdoa-me...
as minhas mãos estão sempre abertas e as tuas?

Tiago Seixas

FACEBOOK

red-rose-2249706_960_720.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27


TALVEZ UM DIA...

por Tiago Seixas, em 25.04.17

Talvez um dia...

Um dia talvez eu seja assim
Ganhe ases e voe mundo fora
Talvez me torne maior, 
e do alto consiga ver a beleza que o universo tem
consiga atravessar oceanos e continentes
e pouse nas mãos de quem me ama
Um dia talvez eu seja assim
Consiga ver a perfeição no Homem lá do alto
Talvez eu perceba como tudo funciona
Que o meu grito não saia preso
ao ver tanta injustiça, ingratidão, sofrimento
tanta desigualdade
e pouse nas mãos dos solitários
Um dia talvez eu seja assim
Já não precise de derramar lágrimas
nem me digladiar por tantas causas
Porque tenho asas para cobrir
aqueles que têm frio
Um dia talvez eu seja assim
Seja livre e só tenha asas
e que as tesouras não cheguem ao céu
para que eu possa voar livremente
Talvez um dia
eu perceba o porquê das coisas
e por que choram as crianças 
e por que choram os idosos
e por que choram os amantes
Talvez um dia , eu seja assim
e vos cubra de penas, como afago
Talvez um dia, eu ganhe asas
e seja feliz como eu mereço
talvez um dia, talvez um dia...

Tiago Seixas

FACEBOOK

 

gulls-370012_960_720.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12


OS PÁSSAROS TAMBÉM CHORAM

por Tiago Seixas, em 23.04.17

NUNCA DESISTAS DE TI
(Tiago Seixas)

Nunca desistas de ti
que te digam o que é certo ou errado
que as opiniões dos outros condicionem as tuas decisões
Ouve apenas o teu coração. Ele é assertivo
O resto é burburinho, confusão
Nunca desistas de ti
Jamais aceites que te anulem, que te inflijam
abusos quer físicos quer psicológicos
Ama-te em primeiro lugar, todos os dias da tua vida
És a personagem principal deste enredo chamado vida
Por isso vive com toda a emoção
mesmo que as cadeiras estejam vazias e já não hajam aplausos
Nunca desistas de ti
mesmo quando uma doença te molesta
Tens tudo dentro de ti, acredita que és capaz
A meta espera-te. Vais vencer
Nunca desistas de ti
Mesmo quando não há amor
Há sempre alguém que nos espera. Há sempre um sorriso franco e uns braços abertos
Reitero Deus observa mas espera, o momento certo para agir
Luzes surgirão nas trevas
Nunca desistas de ti
És mais forte do que pensas
O tamanho da tua cruz é da dimensão do teu arcaboiço
És forte, és capaz, supera-te
Nunca desistas de ti
A felicidade está dentro de ti
Acredita sempre. Cultiva o bem, o amor e a paz. 
És o resultado do que semeaste.
Luta pelos teus ideais, causas e valores.
Respeita o próximo, como a ti.
Não tenhas medo, o medo paralisa.
Entrega-te a experiências enriquecedoras, elas têm a capacidade de te transformar
Nunca desistas de ti...
vive cada dia, como se fosse o último
ou então encosta-te a um canto e vê a vida passar
Não delegues a tua felicidade nos outros
Ela é o teu maior tesouro
Bastas-te a ti, ama-te em primeiro lugar e depois espalha esse amor pelos outros
Nunca desistas dos teus sonhos, nunca deixes que te digam o caminho
Ouve o teu coração, acredita sempre
Se acreditares, és capaz
Se fores capaz, vais conseguir!

FACEBOOK

nao desistas.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D